Obra do parque tecnológico da Terceira adjudicada até final do primeiro semestre

Obra do parque tecnológico da Terceira adjudicada até final do primeiro semestre

 

Lusa/AO Online   Regional   19 de Mar de 2015, 06:16

O secretário regional da Ciência e Tecnologia dos Açores disse hoje que a construção do Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira será adjudicada até final do primeiro semestre, mas não avançou com uma data para começar a funcionar.

"Do ponto de vista da obra física, o calendário previsto é termos a adjudicação da empreitada neste primeiro semestre, de acordo com o que está publicado na Carta Regional de Obras Públicas", frisou Fausto Brito e Abreu, à margem da assinatura de uma declaração de compromisso com a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, em que as duas entidades cooperam na criação de uma associação que vai gerir o parque.

Em 2009, o então secretário regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos garantiu que o parque tecnológico estaria concluído até ao final da legislatura (2012).

Em agosto de 2014, durante uma visita às antigas instalações da Universidade dos Açores, onde vai ser instalado o parque tecnológico, Fausto Brito e Abreu disse que a obra arrancaria "no decorrer do primeiro trimestre", mas hoje adiou a data por mais três meses.

Questionado sobre a entrada em funcionamento do parque tecnológico, o secretário regional disse que a complexidade do projeto não permite avançar com uma "data exata", revelando apenas que "o lançamento dos procedimentos será feito este semestre".

Fausto Brito e Abreu salientou ainda que "uma parte da infraestrutura já está a ser utilizada pelo Centro de Biotecnologia dos Açores" e que a Start Up de Angra do Heroísmo, criada pela autarquia e pela câmara de comércio, "já pertence ao parque tecnológico apesar de não estar lá fisicamente desde o seu início".

Também o autarca de Angra do Heroísmo, Álamo Meneses, frisou que a construção do edifício é "secundária" no processo, tendo em conta que o importante é "criar um ambiente que seja propiciador de iniciativas empresariais".

"O edifício, quando ficar pronto, esperamos nós já ter um conjunto de iniciativas prontas a entrar para o edifício. Felizmente temos outros espaços e outras alternativas que vão permitir que todo este processo arranque antes que a obra física fique pronta", salientou.

Segundo Álamo Meneses, a autarquia já tem um espaço para instalar, em conjunto com a Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo, uma 'start up', que dará apoio de natureza jurídica e económica aos novos empresários.

O Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira será gerido por uma associação constituída pelo Governo Regional, pela autarquia, pela Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo e pela Universidade dos Açores.

Segundo o secretário regional, o Governo já obteve o programa estratégico do parque, que prevê espaço para cerca de uma dezena de empresas, bem como uma zona para a instalação de uma 'start up' e laboratórios para indústrias criativas.

Fausto Brito e Abreu adiantou ainda que já existem potenciais clientes identificados, na área da agroindústria, embora formalmente ainda não esteja aberto um processo para as captar.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.