Obra do Centro Intergeracional dos Arrifes começa "muito em breve"

Obra do Centro Intergeracional dos Arrifes começa "muito em breve"

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   30 de Jan de 2017, 10:52

A obra do Centro Intergeracional dos Arrifes orçada em 2,3 milhões de euros, avança "muito em breve", revelou o presidente da Casa do Povo, considerando que vai garantir "melhor qualidade de vida".

"Este equipamento vai ter três valências, um centro de noite, outro de dia e um centro de atividades de tempos livres", afirmou à agência Lusa o presidente da Casa do Povo dos Arrifes, Eusébio Massa, acrescentando que se trata de uma obra há muito reivindicada nesta freguesia da ilha de São Miguel, que deverá arrancar dentro de quatro meses.

O contrato de cooperação entre a Secretaria Regional da Solidariedade Social e a Casa do Povo dos Arrifes, celebrado a 30 de novembro de 2016 e publicado na sexta-feira em Jornal Oficial, assegura o financiamento necessário à construção do Centro Intergeracional dos Arrifes e a aquisição de equipamentos "até ao montante máximo de 2,3 milhões de euros".

Eusébio Massa destacou que o Centro Intergeracional vai ser um "equipamento social importante para a freguesia", permitindo "aumentar a qualidade de vida" dos residentes.

"Temos cerca de 8.500 habitantes. É uma população jovem, mas uma freguesia com esta dimensão necessitava deste equipamento", referiu o responsável, acrescentando que a freguesia de Arrifes já dispõe de um centro de dia, frequentado por 40 idosos, criado em 2009 num imóvel da paróquia.

O presidente da Casa do Povo adiantou que o futuro Centro Intergeracional vai dispor de 30 vagas para o centro de noite, o mesmo número para o centro de dia e para o espaço de atividades de tempos livres.

"É um equipamento que se pretende moderno, funcional e que vai juntar diferentes gerações no mesmo espaço", salientou o dirigente associativo.

A apresentação pública deste projeto ocorreu em junho de 2016, com a presença do presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro.

O investimento, cujo primeiro concurso ficou deserto, vai ficar localizado na zona dos Milagres, num terreno da região cedido à Casa do Povo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.