Obama, Merkel e Putin são os mais poderosos do mundo segundo a revista Forbes

Obama, Merkel e Putin são os mais poderosos do mundo segundo a revista Forbes

 

Lusa/AO online   Internacional   6 de Dez de 2012, 08:57

O Presidente norte-americano, Barack Obama, é a pessoa mais poderosa do mundo, seguido da chanceler alemã, Angela Merkel, e do Presidente russo, Vladimir Putin, segundo a lista divulgada pela revista Forbes.

A revista norte-americana destaca um total de 71 personalidades, das quais seis são mulheres. É o caso da Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, que surge na 18.ª posição.

Barack Obama, reeleito Presidente norte-americano no passado mês de novembro, ocupa a liderança da lista pelo segundo ano consecutivo.

Na opinião da Forbes, Obama é a pessoa mais poderosa do mundo porque é “o comandante-chefe do exército mais poderoso do mundo e líder da superpotência económica e cultural”.

Para a publicação, Barack Obama é “o líder do mundo livre”, destacando que, apesar da recente vitória eleitoral, o político norte-americano ainda enfrenta “grandes desafios”, como a crise orçamental, a elevada taxa de desemprego e a crescente tensão no Médio Oriente.

O segundo lugar do ‘ranking’ é ocupado, pela primeira vez, pela chanceler alemã, Angela Merkel.

A Forbes refere que a líder alemã é “a espinha dorsal dos 27 Estados-membros da União Europeia (UE) e leva o futuro do euro às costas”.

Ainda no pódio, na terceira posição, surge o Presidente russo, Vladimir Putin, eleito em março deste ano para um mandato presidencial de seis anos, “depois de ter trocado cargos” com o primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev (que é o número 61 da lista).

Os restantes nomes que completam os dez primeiros lugares da lista são: o fundador da Microsoft Bill Gates, o papa Bento XVI, o presidente da Reserva Federal norte-americana, Ben Bernanke, o rei da Arábia Saudita Abdullah bin Abdulaziz Al Saud, o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, o novo secretário-geral do Partido Comunista Chinês (PCC) Xi Jinping, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron.

Para a elaboração da lista dos mais poderosos, a publicação norte-americana tem em consideração vários pontos de análise como os recursos que estas personalidades controlam, o número de pessoas influenciadas pelo seu exercício de poder e o número de áreas abrangidas pela sua influência.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.