Obama anuncia viagem a Havana e promete falar sobre Direitos Humanos

Obama anuncia viagem a Havana e promete falar sobre Direitos Humanos

 

Lusa/AO online   Internacional   18 de Fev de 2016, 16:41

O Presidente norte-americano, Barack Obama, anunciou que vai visitar Cuba a 21 e 22 de março, prometendo abordar com as autoridades cubanas a questão dos Direitos Humanos, mas também encontros com membros da sociedade civil.

 

“No próximo mês, vou viajar para Cuba para fazer avançar o nosso progresso e esforços que podem melhorar a vida do povo cubano”, afirmou o chefe de Estado norte-americano, num conjunto de mensagens hoje publicadas na rede social Twitter sobre esta visita histórica e representativa do processo de aproximação entre os dois países, que durante mais de 50 anos viveram de costas voltadas.

“Ainda temos diferenças com o governo cubano que irei tratar diretamente. A América irá defender sempre os Direitos Humanos em todo o mundo”, acrescentou Obama.

Na quarta-feira, vários 'media' norte-americanos avançaram que Barack Obama estava a preparar uma viagem a Cuba.

Durante a visita de dois dias, Barack Obama, que estará acompanhado pela mulher Michelle, vai reunir-se com o seu homólogo Raul Castro e terá encontros com “membros da sociedade civil, empresários e cidadãos cubanos de diferentes áreas”, precisou a Casa Branca.

“Há 14 meses, anunciei que íamos começar a normalizar as nossas relações com Cuba e já fizemos progressos significativos”, sublinhou ainda Obama, que será o primeiro Presidente norte-americano a visitar a ilha caribenha em 88 anos.

Calvin Coolidge (1923-1929) foi o último Presidente norte-americano em exercício que visitou Cuba, em 1928.

Obama, que deixará a Casa Branca em pouco menos de um ano, torna-se no primeiro chefe de Estado norte-americano em funções a pisar solo cubano desde a revolução castrista de 1959.

Depois da visita a Cuba, Obama segue para a Argentina, onde realiza uma visita de dois dias (23 e 24 de março). Durante esta deslocação, o governante norte-americano encontra-se com o novo Presidente argentino Mauricio Macri.

Após mais de 50 anos sem relações diplomáticas, os Estados Unidos e Cuba anunciaram a 17 de dezembro de 2014 uma aproximação histórica entre os dois países, separados unicamente pelos 150 quilómetros do Estreito da Florida.

Depois de vários meses de rondas negociais, os líderes norte-americano e cubano, Barack Obama e Raul Castro, anunciaram a 01 de julho de 2015 o restabelecimento das relações diplomáticas e a abertura de embaixadas nas capitais de cada país.

A assinatura esta semana de um memorando de entendimento sobre o restabelecimento das ligações aéreas comerciais entre os dois países é o mais recente passo do processo de aproximação entre Washington e Havana.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.