OASA convida a observar eclipse parcial do Sol

OASA convida a observar eclipse parcial do Sol

 

Ana Carvalho Melo   Regional   21 de Ago de 2017, 16:19

Hoje, a partir das 18h40, poderá ser observado nos céus dos Açores um eclipse parcial do Sol, um fenómeno que poderá também ser visto durante uma sessão dinamizada pelo Observatório Astronómico de Santana Açores - OASA.


Este fenómeno que se deve à interposição da Lua entre a Terra e o Sol, vai casar um eclipse total numa trajetória do Oceano Pacífico ao Atlântico, atravessando os Estados Unidos no sentido noroeste a sudeste, da costa do Oregon à costa da Carolina do Sul.
Em Portugal, este fenómeno só deverá ser visível na sua totalidade nos Açores, ainda que a previsão meteorológica não seja favorável à observação deste fenómeno, prevendo-se um final de tarde nublado e com possibilidade de chuva.
Mesmo assim só nos Açores será possível ver a Lua tapar cerca de 30% do disco solar, antes deste se pôr no horizonte. Já na maioria do território europeu este eclipse acontecerá já após o por do Sol. Assim, de acordo com informação disponibilizada pelo Observatório Astronómico de Lisboa, nos Açores, o eclipse será visível a partir das 18h40, com a Lua tapar apenas 28% do disco Solar, até que o ocaso do Sol aconteça às 20h27. Hoje, o Observatório Astronómico de Santana Açores - OASA, caso as condições meteorológicas o permitam, vai estar de portas abertas, a partir das 18h00, para a dinamização de uma observação segura deste fenómeno.
Neste evento para além de poder observar o Sol com os telescópios apropriados, o OASA irá fazer uma apresentação sobre como funcionam os eclipses e quando poderemos voltar a observar estes fenómenos nos Açores.

Conselhos para ver o eclipse em segurança
A observação do Sol, mesmo com o auxílio de aparelhos óticos, causa graves riscos para a visão humana caso não sejam seguidos os procedimentos de segurança corretos.
Assim, o Observatório Astronómico de Lisboa aconselha a optar-se pela observação do Sol pelos métodos de projeção, que recorrem à projeção da imagem solar num alvo, ou através dum telescópio equipado com filtro objetivo solar adequado, um equipamento que deve ser adquirido em lojas da especialidade.
Caso não se opte por esta solução, deve-se ter em conta que a utilização de filtros solares para proteção dos olhos (filtros oculares) ou de equipamentos adequados para observação dos eclipses solares é absolutamente imperiosa. Caso não se possua os meios adequados, é preferível desistir da observação direta e recorrer à observação por projeção.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.