Desemprego

"O mercado laboral está numa situação catastrófica"

"O mercado laboral está numa situação catastrófica"

 

Lusa/AO online   Economia   13 de Set de 2010, 11:15

O director-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, disse esta segunda-feira que “o mercado laboral está numa situação catastrófica” e afirmou que esta situação não se inverterá com "as velhas receitas".
“Esta crise, a mais grave de todas, deixou uma imensidão de desempregados sem paralelo”, afirmou Dominique Strauss-Kahn, na abertura da conferência sobre emprego que hoje decorre em Oslo e que reúne peritos e responsáveis europeus, como o primeiro-ministro espanhol, José Luis Rodriguez Zapatero, e o primeiro-ministro grego, Giorgos Papandreu.

De acordo com o relatório preparado para este dia pelo FMI e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), a crise gerou em três anos 30 milhões de desempregados, o que elevou para 210 milhões o número de desempregados a nível mundial.

Strauss-Kahn recordou que a crise, que “não terminou”, mudou a estrutura económica dos países e pôs à prova os modelos económicos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.