"O Governo não tomará posição sobre o papel comercial"

 "O Governo não tomará posição sobre o papel comercial"

 

Lusa/AO online   Economia   25 de Mar de 2015, 17:48

A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, disse que o executivo de Passos Coelho não vai tomar uma posição sobre o problema do papel comercial do Grupo Espírito Santo (GES) vendido aos balcões do Banco Espírito Santo (BES).

 

"O Governo não tomará posição sobre o papel comercial", lançou a governante durante a sua audição na comissão parlamentar de inquérito ao caso BES/GES, delegando essa responsabilidade para as partes envolvidas, isto é, o Novo Banco e os supervisores (Banco de Portugal e Comissão do Mercado de Valores Mobiliários).

Maria Luís Albuquerque realçou apenas que "é fundamental que qualquer decisão tomada o seja no total respeito pela legalidade, pelos riscos que implica".

Questionada pelo deputado do PCP Miguel Tiago sobre as informações que constavam num 'email' enviado pelo Banco de Portugal aos detentores de papel comercial e que já na terça-feira, durante a audição do governador Carlos Costa no parlamento, suscitou um aceso debate, a ministra não se alongou em comentários.

"Quanto àquilo que o Banco de Portugal terá dito e poderá ter levantado dúvidas, digo apenas que acho lamentável se as pessoas foram induzidas em erro", sublinhou.

E acrescentou: "A avaliação jurídica sobre se essa resposta é correta ou incorreta eu não me sinto neste momento capaz de a fazer".

A ministra apontou ainda para a relevância de aguardar pelas conclusões da auditoria externa solicitada pelo supervisor bancário sobre a atuação do próprio Banco de Portugal ao longo de todo este processo.

"Dependendo das conclusões dessa auditoria, feita por entidade externa e independente, se perceberá o que está em causa. Aguardaremos por esse resultado", vincou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.