Novo cessar-fogo entre governo ucraniano e separatistas pró-russos


 

Lusa/AO online   Internacional   2 de Dez de 2014, 11:36

O governo ucraniano e os separatistas pró-russos da região de Lugansk assinaram um cessar-fogo na linha da frente que entrará em vigor na sexta-feira, anunciou a organização de defesa europeia e o dirigente separatista da região.

 

O chefe da república separatista de Lugansk, Igor Plotnitski, confirmou hoje às agências de notícias russas as informações da OSCE (Organização para a Segurança e Cooperação na Europa) segundo as quais foi acordado “um cessar-fogo total na linha da frente” a partir de 05 de dezembro.

O cessar-fogo foi acordado numa reunião a 29 de novembro entre o general ucraniano Volodymyr Askarov e o general russo Alexandre Lentsov, os representantes da república autoproclamada de Lugansk e a OSCE.

“Acordaram também a retirada das armas pesadas a partir de sábado, 06 de dezembro”, revela um comunicado da OSCE.

Questionado hoje pelas agências de notícias russas, o dirigente da república separatista de Lugansk, Igor Plotnitski confirmou o acordo do cessar-fogo.

Já um porta-voz militar ucraniano, Andrii Lyssenko, disse não dispor de qualquer informação sobre o assunto, sublinhando que “os tiros continuam”.

Uma reunião entre os dois generais, representantes da OSCE e da república separatista vizinha de Donetsk deverá acontecer hoje pelas 9:30 locais (igual hora em Lisboa) “para discutir um cessar-fogo nos pontos-chave” da região, indicou à agência de notícias francesa France Presse uma fonte do seio da república separatista.

Na véspera, os dois generais lançaram as bases para um acordo para cessarem os combates no aeroporto de Donetsk que as forças ucranianas e os separatistas pró-russos lutam há vários meses.

Depois de uma breve pausa segunda-feira à noite, os tiros de artilharia e as salvas voltaram esta manhã, de acordo com os jornalistas da France Presse que se encontram no local.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.