Nove "capacetes azuis" nigerianos da ONU mortos em ataque no Mali


 

Lusa/AO online   Internacional   3 de Out de 2014, 16:12

Pelo menos nove "capacetes azuis" nigerianos da Missão das Nações Unidas no Mali (MINUSMA) foram mortos num ataque perto de Gao (norte), anunciou a ONU.

 

“Esta manhã, uma coluna de ‘capacetes azuis’ da MINUSMA do contingente nigeriano foi alvo de um ataque quando se dirigia para Indelimane (…) Um balanço provisório dá conta de nove mortes”, anunciou a missão da ONU em comunicado.

“Este foi o ataque mais mortífero contra a missão da ONU no Mali” destacada desde julho de 2013, indica-se no comunicado, adiantando que foi enviado apoio aéreo para a área.

A MINUSMA não identificou os atacantes, mas um oficial nigeriano da missão disse à agência France Presse que a “emboscada foi feita pelos islamitas do MUJAO (Movimento para a Unidade e Jihad na África Ocidental)”.

O oficial nigeriano, que não quis ser identificado, referiu ainda a existência de “feridos e veículos destruídos” no ataque.

Ligado à Al-Qaida, o MUJAO faz parte dos grupos ‘jihadistas’ que controlaram o norte do Mali durante cerca de um ano, de 2012 a 2013, antes de serem afastados por uma intervenção internacional em curso desde janeiro de 2013.

Arnauld Akodjenou, “número dois” da MINUSMA, declarou-se “horrorizado” com o ataque “cobarde”, assinalando, no comunicado, que estes crimes “não podem ficar impunes”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.