Novas oportunidades de negócio para os Açores em debate na ilha do Pico

Novas oportunidades de negócio para os Açores em debate na ilha do Pico

 

Lusa/AO online   Regional   8 de Abr de 2015, 15:12

Estratégias de desenvolvimento sustentável e novas oportunidades de negócio para os Açores estarão em debate, na quinta e sexta-feira, no IV Fórum Franklin D. Roosevelt, que junta norte-americanos e açorianos de diversas áreas nas Lajes do Pico.

 

O fórum, organizado a cada dois anos pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) e pelo Governo Regional dos Açores, tem como tema para esta edição as "estratégias de desenvolvimento sustentável" e procura pôr em "contacto direto" alguns "setores da sociedade civil açoriana" com peritos e "players" da mesma área nos Estados Unidos da América, disse à Lusa Michael Baum, administrador executivo da fundação.

O objetivo passa por identificar oportunidades de negócio para os Açores em áreas como o turismo ou as exportações para os Estados Unidos.

Assim, haverá, por exemplo, um painel que junta responsáveis nos Açores pela promoção do arquipélago e o desenvolvimento de estratégias neste setor com Brian T. Mullis, presidente e fundador da organização Sustainable Travel International e membro de um comité de peritos nesta área que são consultores da Casa Branca.

A ideia é fazer um debate que possa, entre outras coisas, ajudar a perceber como é que os Açores poderão promover-se como destino sustentável, de natureza, junto dos norte-americanos que são adeptos deste tipo de viagem, ilustrou Michael Baum, que destacou que a região tem um bom trabalho feito neste campo e que aquilo que lhe falta é fazer 'marketing' junto dos potenciais turistas dos EUA.

Ainda neste painel deverão ser abordadas questões como a de equilibrar o previsível aumento de turistas nos Açores, na sequência da liberalização das ligações aéreas ao continente, com a preservação ambiental, ou seja, sem prejudicar aquela que é considerada uma das grandes mais-valias do destino.

Também as exportações de produtos açorianos para os EUA serão abordadas neste fórum, que levará às Lajes do Pico oradores norte-americanos ligados, por exemplo, à importação de peixe fresco de todo o mundo e que estão sediados na zona de Boston, para onde voa a SATA, a companhia aérea dos Açores.

Michael Baum lembrou que nos Açores se pratica uma pesca de linha e anzol, ou seja, mais sustentável, sublinhando que há nos EUA cada vez mais consumidores preocupados com as questões ambientais e que procuram produtos certificados a este nível, estando dispostos a pagar mais por eles.

Dadas as ligações aéreas diretas entre os Açores e Boston, o administrador da FLAD disse não ver motivos para o peixe fresco "de qualidade" que é pescado no arquipélago não chegar ao mercado de Boston "nas mesmas condições" em que neste momento chega, por exemplo, a Madrid.

No fórum haverá, assim, oportunidade de debater esta questão e a forma como os exportadores açorianos poderão contornar eventuais obstáculos aduaneiros ou outros, de forma a conseguirem entrar nos EUA.

Michael Baum disse à Lusa que a edição deste ano do Fórum Franklin D. Roosevelt não é uma "resposta direta" à questão da redução do contingente norte-americano na base das Lajes, até porque a conferência foi planeada ainda antes da confirmação da decisão norte-americana.

No entanto, acrescentou que "obviamente" o tema escolhido está relacionado com o desenvolvimento de estratégias para criar novos postos de trabalho e mais riqueza nas ilhas e que, nesse sentido, espera que o fórum consiga dar "algumas respostas" que ajudem a região a enfrentar o impacto da diminuição do contingente nas Lajes.

Além de responsáveis e protagonistas locais e regionais ligados ao turismo, pescas, agricultura, educação, investigação científica ou questões relacionadas com o mar, ao longo de dois dias, passarão também por este fórum responsáveis políticos, como o presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, o embaixador dos EUA em Lisboa, Robert Sherman, e o representante da República para os Açores, Pedro Catarino.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.