Nova proposta é boa "base" para um acordo e "melhor" para Portugal


 

Lusa/AO online   Economia   23 de Nov de 2012, 16:43

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, disse em Bruxelas que a nova proposta de orçamento comunitário para 2014-2020 é uma boa "base" para um acordo, "talvez no princípio do próximo ano", e "melhor para Portugal" que a anterior.

Passos Coelho falava no final de uma cimeira extraordinária de chefes de Estado e de Governo da UE consagrada às negociações do quadro financeiro plurianual, que terminou hoje em Bruxelas sem um acordo, que ficou adiado para o início de 2013.

Quanto às preocupações de Portugal, o primeiro-ministro, escusando-se a "entrar em detalhes", disse que foram dados passos positivos, embora haja ainda trabalho pela frente.

"Parece evidente que a proposta que foi apresentada ontem [quinta-feira] é uma proposta melhor para Portugal do que aquela que tínhamos quando aqui chegámos", disse.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.