Nova direção do Sindicato dos Jornalistas lança campanha para aumentar sócios


 

Lusa/AO Online   Nacional   15 de Jan de 2015, 05:31

A nova direção do Sindicato dos Jornalistas, que hoje tomou posse, vai lançar uma campanha para aumentar o número de sócios, anunciou hoje a presidente, Sofia Branco.

“Deixo aqui o meu apelo a todos os que, no passado, acharam que era possível fazer melhor, para se juntarem a nós neste projeto, tornando-se sócios e colaborando ativamente connosco”, afirmou a nova presidente da direção, na cerimónia de tomada de posse, em Lisboa.

Sofia Branco indicou que, nos próximos dias, o sindicato vai lançar uma “campanha de conquista e reconquista” de sócios, acompanhada da criação de condições para a regularização das quotas daqueles que tinham deixado de pagar e com uma aposta na atração de jornalistas “entre as camadas mais jovens”.

De acordo com dados do sindicato, a 31 de dezembro de 2013, este contava com um total de 2.913 associados, menos 2,3% do que quatro anos antes, no final de 2009, quando registava 2.978 sócios.

Outra prioridade da nova direção sindical será “ouvir os jornalistas”, incluindo aqueles que são “’freelance’ à força e precários por obrigação”, com a organização de encontros, durante o primeiro semestre, em todos os distritos do Continente e nas Ilhas, prometeu a presidente.

Estes encontros ajudarão a lançar o congresso nacional de jornalistas, que o sindicato aponta para o final do segundo semestre de 2015, 16 anos depois da realização do último evento deste género, lembrou a mesma responsável.

Organizar um ciclo de debates regulares sobre temas atuais, nas instalações do sindicato, para “fazer da reflexão sobre a profissão um hábito”, é outro dos próximos passos da nova direção sindical, que tomou hoje posse juntamente com os restantes órgãos sociais do sindicato, para o triénio 2015-2017.

Alfredo Maia, que era presidente da direção desde 2000, sublinhou por seu turno que um dos principais obstáculos que este sindicato enfrenta “é o permanente cerco de silêncio” que o rodeia na área mediática. “Primeiro silencia-se, depois decreta-se a morte”, alertou, no seu discurso durante a cerimónia.

Na tomada de posse, além da nova direção estiveram também os novos membros da mesa da assembleia geral, do conselho fiscal, do conselho geral e do conselho deontológico, nos quais a lista B saiu também vencedora.

A lista liderada por Sofia Branco ganhou as eleições para a direção com 378 votos, tendo a lista A (liderada pelo até agora presidente, Alfredo Maia) recolhido 264 votos. A votação para o conselho geral terminou também com a vitória da lista B (381 votos contra 263 da lista A), tal como no conselho deontológico (361 votos contra 279).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.