Noiserv, Rodrigo Leão e Companhia Nacional de Bailado no Teatro Micaelense em 2017

Noiserv, Rodrigo Leão e Companhia Nacional de Bailado no Teatro Micaelense em 2017

 

Lusa/Açoriano Oriental   Cultura e Social   16 de Dez de 2016, 15:26

Os músicos Noiserv, Rodrigo Leão & Scott Matthew e a Companhia Nacional de Bailado integram a programação do Teatro Micaelense para os primeiros quatro meses de 2017, numa conjugação de propostas nacionais e regionais para diferentes públicos.

 

"A programação é transversal e pretende conjugar propostas nacionais com criadores regionais. É sempre neste balanço que equilibramos a programação, para diferentes públicos, não esquecendo o público mais jovem", disse hoje o administrador do Teatro Micaelense, Alexandre Pascoal.

Na apresentação da programação entre janeiro e abril, o responsável disse que o Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, "não se tenta sobrepor a ninguém, tenta ser um parceiro das várias entidades que trabalham a cultura localmente e fazendo sempre o elo de ligação com as instituições nacionais".

"É uma programação diferenciada e atenta a diferentes públicos. É um equilíbrio. Há um cabeça de cartaz mensal que depois é balanceado com outras propostas e esta é uma forma que temos utilizado nos últimos anos e que tem resultado, numa dinâmica de públicos que é necessário ter num meio como o nosso, que é mais reduzido, e demonstrando as várias valências do espaço", salientou Alexandre Pascoal.

A programação do Teatro Micaelense para o próximo ano arranca a 06 de janeiro com o lançamento do disco "Viola de Dois Corações", do artista açoriano Luís Gil Bettencourt.

Segue-se a apresentação dos novos discos de Noiserv, a 28 de janeiro, Rodrigo Leão &Scott Mathew, a 10 de março, e António Zambujo, a 01 de abril, enquanto nos dias 21 e 22 de abril o equipamento acolhe também a digressão nacional do 40.º aniversário da Companhia Nacional de Bailado.

A nível regional, nos primeiros quatro meses de 2017, estão tem em agenda, entre outras propostas, os concertos da pianista Ana Paula Andrade e do trio de jazz de João Bernardo.

Segundo o administrador do Teatro Micaelense, a casa de espetáculos pretende igualmente incrementar a atividade teatral, pelo que dará continuidade ao ciclo de Leituras Dramatizadas com o Instituto Cultural de Ponta Delgada, introduzindo uma nova parceria com a editora Companhia das Ilhas.

Em 2017, o cinema vai continuar a fazer parte da programação do Teatro Micalense, com a introdução de uma noite dedicada ao CineClube e uma mostra de cinema sueco contemporâneo.

Alexandre Pascoal adiantou ainda que "a formação de públicos continua a ser uma aposta, através do Serviço Educativo em parceria com o Conservatório Regional de Ponta Delgada, na promoção de oficinas aos sábados à tarde dedicadas às famílias, na coprodução de um laboratório de experimentação sonora ou na promoção de sessões orientadas para o público escolar".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.