Ângelo Correia defende modelo da Nova Zelândia para os Açores

Carregando o video...

 

Rui Jorge Cabral   Regional   14 de Dez de 2012, 20:48

Ângelo Correia foi o orador convidado da sessão de lançamento da revista "100 Maiores Empresas dos Açores 2011", que hoje decorreu no Hotel Marina Atlântico.

Como é tradição no lançamento da revista “100 Maiores Empresas dos Açores”, a sessão é sempre marcada por um orador convidado que este ano foi o gestor, ex-ministro e dirigente do PSD, Ângelo Correia, que fez um retrato dos problemas estruturais do país e apontou a inversão do histórico défice da balança comercial em Portugal e a redução da dependência do crédito em que o país  viveu na última década como caminhos a seguir. 

Já o vice-presidente do Governo Regional, Sérgio Ávila, que também interveio na sessão, questionou se o programa de ajustamento aplicado em Portugal não terá sido mal calculado, uma vez que a recessão e o défice das contas públicas acentuam-se. Sérgio Ávila lamentou a falta de uma união financeira na Europa - que tem servido países como a Alemanha - e desafiou os empresários açorianos a venderem para o exterior. 

No final da sessão de lançamento da revista "100 Maiores Empresas dos Açores 2011", quer Ângelo Correia, quer Sérgio Ávila falaram ao AO online sobre as potencialidades da economia açoriana, nomeadamente na sua internacionalização.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.