Newshold deixa de ser acionista do Sol e i e grupo corta 2/3 dos trabalhadores


 

Lusa/AO Online   Economia   30 de Nov de 2015, 12:49

A Newshold, dona do Sol e i, anunciou hoje que vai deixar de ser acionista dos jornais e que será feita uma reestruturação no grupo que levará ao corte de dois terços dos trabalhadores, disseram à Lusa fontes da redação.

Esta informação foi avançada no plenário agendado para o início da manhã, tendo o administrador Mário Ramires comunicado a intenção de a Newshold, do investidor Álvaro Sobrinho, ser acionista dos dois jornais.

De acordo com fontes contactadas pela Lusa, Mário Ramires vai ficar na estrutura acionista do novo projeto, com a saída da Newshold, o que implicará uma reestruturação, que levará ao corte de dois terços dos trabalhadores (mais de 100).

O objetivo será ficar com uma redação única de cerca de 60 pessoas, adiantaram as fontes, acrescentando que se prevê que todos os trabalhadores sejam chamados ainda hoje para saber se continuam no projeto ou se integram a lista de saídas.

Os trabalhadores que ficarem no projeto, adiantaram, terão de abdicar de indemnizações e ser alvo de cortes de vencimento.

Relativamente à continuidade do semanário Sol e do diário i, as mesmas fontes referiram que é um assunto que não ficou esclarecido no plenário.

A Lusa tem tentado contactar a administração da Newshold, mas até ao momento não foi possível obter uma posição oficial.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.