Nave espacial russa Soyuz TMA-19M parte rumo à Estação Internacional

Nave espacial russa Soyuz TMA-19M parte rumo à Estação Internacional

 

Lusa/AO online   Internacional   15 de Dez de 2015, 17:59

Uma nave espacial russa Soyuz com um russo, um norte-americano e um britânico a bordo descolou esta terça-feira do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, tendo como destino a Estação Espacial Internacional (EEI).

A Soyuz TMA-19M deixou Baikonur às 11:03 TMG (mesma hora em Lisboa), levando o norte-americano Tim Kopra, o comandante de bordo russo Iuri Malentshenko, no seu sexto voo espacial, e o britânico Timothy Peake, antigo piloto de testes de helicópteros que se tornará aos 43 anos o primeiro britânico a residir na EEI.

"Está tudo a decorrer como previsto. A descolagem correu bem", declarou por telefone à agência France Presse um porta-voz do centro russo de controlo.

Os três homens efetuarão um voo orbital de mais de seis horas antes de a nave amarrar às 17:23 TMG à estação espacial, onde se encontram o norte-americano Scott Kelly e os veteranos russos Mikhail Kornienko e Serguei Volkov.

Os tripulantes da Soyuz TMA-19M, que integram a expedição 46/47 à EEI, ficarão na plataforma durante sete meses, durante os quais cumprirão um vasto programa de experiências científicas.

A EEI, um posto avançado e um laboratório orbital, é um projeto de mais de 100 mil milhões de dólares (90,9 mil milhões de euros), posto em órbita em 1998 e no qual participam 16 países. Orbita a uma velocidade de mais de 27.000 quilómetros por hora a cerca de 400 quilómetros da Terra.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.