MUVI - Festival Internacional de Música no Cinema chega aos Açores

MUVI - Festival Internacional de Música no Cinema chega aos Açores

 

Lusa/Açoriano Oriental   Cultura e Social   4 de Jan de 2017, 13:42

O MUVI - Festival Internacional de Música no Cinema vai ter, pela primeira vez, uma extensão, sendo o palco a ilha Terceira, nos Açores, onde começa na terça-feira, prolongando-se até 14 de fevereiro.

 

“Há muito tempo que se pretendia levar o festival a vários sítios do país e proporcionou-se este ano a ilha Terceira. Já no ano passado era para ter acontecido”, disse à agência Lusa Filipe Pedro, um dos diretores do festival, cuja terceira edição teve lugar no Cinema São Jorge, em Lisboa, no final do ano passado.

Filipe Pedro, Cláudia Correia e Joana Fonseca são membros fundadores da cooperativa cultural FWD COOP CRL, que criou o MUVI e cuja primeira edição teve lugar em 2014.

O diretor referiu que a particularidade do MUVI é a de exibir filmes biográficos sobre músicos, documentários que focam a vida das bandas, bem como outros que possuam uma componente musical “muito forte”, havendo ainda musicais a integrar o festival.

O responsável disse haver “todo o interesse” em fazer chegar às pessoas, também nos Açores, na sequência da parceria com Cine-Clube da Ilha Terceira, filmes portugueses que foram premiados ou que se destacaram no festival.

Filipe Pedro adiantou que as exibições terão lugar às terças-feiras, na sala da Recreio dos Artistas, em Angra do Heroísmo, estando previstas seis sessões e 12 longas e curtas-metragens, que contemplam diferentes realizadores e músicas.

“São seis semanas, com uma curta e longa-metragem associadas que mostram, nas duas primeiras sessões, o melhor do que aconteceu na edição de 2015 e, nas duas seguintes, o melhor de 2016”, informou.

Filipe Pedro afirmou que, na primeira sessão, na próxima terça-feira, vão ser exibidos os filmes “Porque Não Sou o Giacometti do Século XXI”, de Tiago Pereira, e “Guitarras ao Alto”, de Daniel Mota.

A 17 de janeiro estão previstos os filmes “Future Islands: Road Dawgs”, de Jay Buim, e “Phil Mendrix”, de Paulo Abreu.

Segundo a organização, o festival contou, na primeira edição, de 03 a 07 de setembro de 2014, com cerca de 2.000 pessoas.

Na segunda edição, de 01 a 07 de dezembro de 2015, estiveram presentes 3.200 pessoas.

De 29 de novembro a 05 de dezembro de 2016, o número chegou aos quatro mil participantes que estiveram em quase 150 eventos, desde sessões de cinema, filmes-concertos, concertos, exposições e festas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.