Mundo do espetáculo chora morte do músico

Mundo do espetáculo chora morte do músico

 

Lusa/AO Online   Internacional   11 de Nov de 2016, 07:36

Artistas do mundo da música e do cinema lamentaram hoje nas redes sociais a morte do canadiano Leonard Cohen, aos 82 anos, anunciada na quinta-feira.

A também canadiana Alanis Morissete publicou um 'emoji' (imagem de uma cara) a chorar no Twitter, enquanto o cantor norte-americano Justin Timberlake destacou "o espírito e a alma incomparáveis" de Cohen.

"Descansa em paz", escreveram outros artistas, como a cantora norte-americana Carole King ou o guitarrista dos Guns N' Roses Slash.

“Que más notícias… O grande Leonard Cohen morreu. Obrigada pelo que a sua música fez pela humanidade… Bondade, amor, beleza, poesia”, escreveu a cantora, compositora e pianista russa radicada nos Estados Unidos Regina Spektor.

A Academia norte-americana que atribui os prémios de música Grammy difundiu um comunicado em que destaca a influência de Cohen "durante mais de cinco décadas" e sublinha que se tornou "num dos poetas pop mais reverenciados e numa referência para muitos cantores e compositores".

"O seu extraordinário talento teve um impacto profundo em incontáveis cantores e compositores", acrescenta a mesma academia, para quem Cohen era um artista muito querido que cuja ausência será "terrivelmente" sentida.

Desde Hollywood, o ator Russel Crowe escreveu: "Querido Leonard Cohen, obrigada pelas noites tranquilas, a reflexão, a perspetiva, os sorrisos irónicos e a verdade".

"Oh, não! O melhor dos melhores", escreveu a atriz Mia Farrow no Twitter.

O ator Rob Lowe descreve que viveu a morte de "muitas lendas" mas nunca viu "tantas citações" do trabalho de uma delas como hoje, em referência aos versos de poemas de Cohen publicaods na internet desde o momento em que se soube da sua morte.

Leonard Cohen festejou a 21 de setembro os seus 82 anos com um novo álbum, "You Want It Darker", o 14.º da sua carreira, no qual refletia sobre sua própria mortalidade e, com a sua voz grave, interrogava-se sobre a natureza do homem e de um Deus todo-poderoso.

A morte do músico foi anunciada na quinta-feira (hoje em Lisboa) pelo seu agente, através da página de Facebook do músico.

“É com profunda tristeza que informamos que o poeta, compositor e artista lendário Leonard Cohen morreu", escreveu o seu agente na página do Facebook do músico.

“Perdemos um dos visionários mais prolíficos e respeitados do mundo da música”, refere o comunicado.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.