Mulher acusada de tentar matar o marido em prisão preventiva


 

Lusa/AO online   Nacional   17 de Ago de 2015, 19:10

O Tribunal das Caldas da Rainha decretou a prisão preventiva de uma mulher suspeita de ter drogado o marido com fármacos e de ter incendiado o carro onde o deixou adormecido, numa mata em Covões, em Alcobaça.

Segundo um comunicado da Polícia Judiciária, a mulher, de 38 anos, empregada fabril, foi detida na sexta-feira, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, que investiga a alegada tentativa de homicídio.

Os factos tiveram lugar na noite de 12 para 13 de agosto, em Covões, Aljubarrota, Alcobaça, "tendo a suspeita ministrado, na sua residência, fármacos ao marido, que disfarçou na comida, aproveitando-se, depois, da apatia e sonolência deste para o colocar num automóvel que estacionou numa zona florestal erma", explica a PJ em comunicado.

De seguida, acrescenta a PJ, "a suspeita incendiou o veículo, que ficou completamente carbonizado, tendo o incêndio alastrado à mata de pinheiros envolvente, colocando em grave perigo a vida do seu marido, que, contudo, conseguiu fugir".

A vítima, de 38 anos, foi encontrada pelos filhos do casal. O homem declarou às autoridades só se lembrar de ter saído de casa com a mulher para conversar sobre "problemas conjugais".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.