Açores/Eleições

MPT quer ciclo-turismo como "trunfo" na oferta turística


 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Out de 2016, 14:35

O cabeça de lista do Partido da Terra (MPT) por São Miguel às eleições regionais defendeu hoje a criação de ciclovias que liguem as cidades e vilas dos Açores, considerando que pode ser mais um "trunfo" na oferta turística.

“Não me parece que a despesa fosse muito grande. Inclusivamente já existem estradas e autoestradas que ligam as principais vilas e cidades da região, bastaria retirar uma determinada distância e destiná-las às bicicletas, o que iria promover o exercício físico, diminuir a poluição e menos gastos em combustíveis”, afirmou João Motta Gomes à Lusa.

O candidato, que concorre como independente, acrescentou que é preciso criar também estacionamentos adequados para as bicicletas, alertando para "as dificuldades" que os ciclistas enfrentam aos fins de semana em São Miguel quando circulam em vias destinadas também aos carros.

"A aposta no ciclo-turismo seria mais um trunfo na nossa oferta turística e destacaria também a imagem dos Açores como destino que privilegia o bem-estar e o exercício físico", sustentou o candidato do MPT.

João Motta Gomes disse que "a Câmara Municipal de Ponta Delgada tem feito um excelente trabalho no que concerne ao ciclismo, com boas pistas e locais de estacionamento", mas "no resto da ilha de São Miguel não é assim".

João Motta Gomes preconizou também uma redução nos bilhetes dos navios nas ligações entre as ilhas, alegando que se trata de viagens muito caras e uma melhor frequência de ligações marítimas para potenciar os fluxos turísticos em ilhas de menor dimensão.

O candidato, professor, fez um balanço positivo da campanha do MPT para as eleições regionais de 16 de outubro, tendo em conta a dimensão do partido pelo qual concorre que "não tem as mesmas facilidades em termos de logística e financeiras como os grandes partidos".

Para a votação de dia 16 estão inscritos 228.160 eleitores que vão escolher os 57 deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos.

De acordo com os resultados das eleições, o Representante da República nomeia depois o presidente do Governo Regional que, por sua vez, propõe os membros do executivo.

Treze forças políticas apresentam-se a votos, mas nem todas concorrem nos dez círculos eleitorais. Apenas aos círculos de São Miguel, que elege 20 deputados, e de compensação, que elege cinco, concorrem todas.

Nas últimas eleições regionais, realizadas a 14 de outubro de 2012, o PS venceu com maioria absoluta e elegeu 31 deputados, seguido de PSD com 20 mandatos e do CDS-PP com três. BE, CDU e PPM elegeram um parlamentar cada.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.