Mota Amaral deixa congresso do PSD/Açores sem fazer qualquer intervenção

Mota Amaral deixa congresso do PSD/Açores sem fazer qualquer intervenção

 

Lusa / AO online   Regional   22 de Mar de 2015, 10:35

O antigo líder do PSD/Açores e ex-presidente do Governo Regional Mota Amaral deixou esta noite o congresso do partido sem, pela primeira vez, fazer qualquer intervenção, mas garantiu que está "de alma e coração" com a direção.

 

Mota Amaral, que justificou, em declarações aos jornalistas, a sua saída do congresso por motivos de saúde, acrescentou que está com Duarte Freitas, o líder do PSD/Açores, e “com o seu entusiasmo para levar por diante uma alternância democrática [na região] que é saudável à Autonomia”.

O antigo líder dos social-democratas açorianos, e atualmente deputado na Assembleia da República, assegurou ainda que quer continuar ao serviço do partido.

“Estou aqui desde a primeira hora e não posso esquecer que fui o protagonista da fundação do partido juntamente com outras pessoas”, declarou Mota Amaral.

Questionado sobre a eventualidade de o seu nome encabeçar de novo, ou não, a lista do círculo dos Açores às eleições legislativas, disse que se trata de um assunto que se vai colocar “após as discussões sobre a matéria que hão de ser oportunamente realizadas”.

O PSD/Açores está reunido em congresso, na Ribeira Grande, até domingo para legitimar Duarte Freitas como presidente do partido por mais dois anos e como candidato à presidência do Governo Regional nas eleições de 2016.

O lider do PSD e primeiro-ministro, Passos Coelho, encerra no domingo o XXI congresso do PSD/Açores.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.