Morreu o jornalista Carlos Pinto Coelho


 

Lusa/AO On line   Nacional   16 de Dez de 2010, 05:52

O jornalista Carlos Pinto Coelho morreu hoje, aos 66 anos, na sequência de uma intervenção cirúrgica à aorta, confirmou à agência Lusa o diretor da RTP2, estação à qual esteve ligado durante décadas.

Informado por familiares de Carlos Pinto Coelho, Jorge Wemans confirmou a morte do jornalista, internado de urgência.

O director da RTP2 "saudou a enorme generosidade" de Carlos Pinto Coelho com a cultura e os autores, enaltecendo "o seu papel na divulgação da atividade cultural".

Uma fonte hospitalar adiantou à Lusa que o jornalista deu hoje entrada de urgência no Hospital de São José, em Lisboa, tendo sido transferido para o Hospital de Santa Marta.

Foi submetido a uma intervenção cirúrgica ao coração, mas acabou por falecer devido a uma complicação aguda.

Carlos Nuno de Abreu Pinto Coelho, nascido em Lisboa, começou a sua carreira como repórter no Diário de Notícias, em 1968, mas foi na rádio e na televisão que se notabilizou, sobretudo com a apresentação do magazine "Acontece", entre 1994 e 2003.

Na televisão foi também diretor-adjunto de Informação da RTP, chefe de redação do Informação/2, da RTP2, diretor de Programas e diretor de Cooperação e Relações Internacionais.

Antes disso, e logo depois de deixar o jornal Diário de Notícias, foi um dos fundadores do diário Jornal Novo.

Foi também redator da Agência de Notícias portuguesa ANI e, em 1982, assumiu a direção executiva da revista Mais.

Na rádio foi locutor das estações TSF, Rádio Comercial, Antena1 e Teledifusão de Macau.

Desde 2003 até à atualidade foi professor de jornalismo na Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Tomar.

Atualmente, estava a preparar uma série de entrevistas a personalidades para o programa "Conversa Maior", a emitir na RTP Memória.

Carlos Pinto Coelho era comendador da Ordem do Infante D. Henrique e recebeu vários prémios de jornalismo, incluindo o Prémio Bordalo, na categoria de Televisão, pela Casa da Imprensa, o Grande Prémio Gazeta do Clube de Jornalistas e o Prémio Carreira Manuel Pinto de Azevedo Jr., de O Primeiro de Janeiro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.