Morreu o embaixador russo atacado em Ancara

Morreu o embaixador russo atacado em Ancara

 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   19 de Dez de 2016, 16:03

O embaixador da Rússia na Turquia atacado em Ancara não resistiu aos ferimentos de bala e morreu, informou a diplomacia russa.

Andrei Karlov estava a discursar, no âmbito de uma exposição de fotografia, quando um homem abriu fogo contra ele.

O embaixador chegou a ser transferido para um hospital.

“Hoje, em Ancara, na sequência de um ataque, o embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov, morreu devido aos ferimentos que sofreu”, disse a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova, em declarações transmitidas na televisão estatal Rossia 24.

A porta-voz da diplomacia russa acrescentou que Moscovo qualificou o ataque como “um ato terrorista”.

O presidente da câmara de Ancara informou entretanto que o atacante foi identificado como um agente policial turco.

“O atacante é polícia”, escreveu Melih Gokçek na sua conta oficial na rede social Twitter, uma informação também avançada pelo diário pró-governamental Yeni Safak, que identifica o suspeito como um membro das forças turcas antimotim.

Segundo testemunhas, o homem que disparou hoje em Ancara contra o embaixador russo gritou “Alepo” e “vingança” quando abriu fogo.

Os 'media’ turcos informaram que o atacante foi “neutralizado” pelas forças policiais.

Pelo menos outras três pessoas ficaram feridas no ataque, que acontece após vários protestos na Turquia para contestar o papel da Rússia na Síria.

O homem entrou no Centro de Arte Contemporânea localizado na zona de Cankaya, em Ancara, envergando um fato escuro, camisa branca e gravata preta, como um agente da segurança.

Andrei Karlov era embaixador na Turquia desde 2013.

 



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.