Morreu escritor Fernando Aires


 

Lusa/AO online   Regional   9 de Nov de 2010, 15:13

O escritor açoriano Fernando Aires morreu esta terça-feira em Ponta Delgada com 82 anos, anunciou fonte da família do autor de ensaios sobre algumas das principais figuras da cultura açoriana, como Antero de Quental, José do Canto ou Alice Moderno.
Fernando Aires, fundador do Círculo Cultural Antero de Quental, organização que se empenhou na introdução do modernismo nos Açores, integrou a direcção do Instituto Cultural de Ponta Delgada, destacando-se na sua obra os títulos “Histórias do Entardecer” e “Memórias da Cidade Cercada”.

O escritor nasceu em Ponta Delgada em 1928, licenciou-se em Ciências Histórico-Filosóficas e foi professor no ensino secundário e na Universidade dos Açores.

O presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, já manifestou pesar pelo falecimento de Fernando Aires, recordando a importância que teve a sua actividade como docente.

"Foi um professor que marcou a minha transição para a idade adulta e a participação cívica, um intelectual e pedagogo de grande importância, um amigo e um encorajador permanente na minha actividade política", afirma Carlos César na nota de condolências que dirigiu à família de Fernando Aires.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.