Dívida

Moody's corta 'rating' da EDA

Moody's corta 'rating' da EDA

 

Lusa / AO online   Regional   15 de Jul de 2010, 17:16

A agência de notação financeira Moody's reviu esta quinta-feira em baixa os 'ratings' da Electricidade dos Açores (EDA) e da Empresa de Electricidade da Madeira (EEM), explicando que a medida está relacionada com o corte recente no 'rating' da República Portuguesa.
Ambas as eléctricas viram o seu 'rating' cair de 'A3' para 'Baa1', já que "são emitentes [de dívida] relacionadas com o governo, tendo o suporte dos governos regionais incorporado nos seus 'ratings'", refere a Moody's.

Esta acção segue as revisões em baixa do 'rating' de Portugal de 'Aa2' para 'A1', na terça-feira, e dos 'ratings' da Madeira e dos Açores de Aa3 para A2.

De acordo com a Moody’s, estas revisões em baixa devem-se ao facto de “a força financeira do Governo português continuar a enfraquecer a médio prazo, evidenciado pela deterioração crescente dos números da dívida do país, como a dívida em percentagem do PIB e a dívida em relação às receitas”.

“As perspectivas de crescimento da economia portuguesa permanecem fracas, a menos que as recentes reformas estruturais comecem a dar frutos a médio/longo prazo”, acrescentou.

O "outlook" da Moody’s – que permanecia negativo desde Outubro – é agora “estável”, com os riscos de subida e descida equilibrados.

A Moody’s alertou que poderia baixar “um ou dois níveis" o ‘rating’ da dívida portuguesa a 05 de Maio, reflectindo a recente deterioração das finanças públicas portuguesas, assim como os desafios da economia a longo prazo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.