Montepio tem provisionados 85% dos 150 ME da exposição ao GES


 

Lusa/AO online   Economia   19 de Ago de 2014, 06:20

O Montepio tem uma exposição total de 150 milhões de euros às empresas do Grupo Espírito Santo (GES), estando já provisionado nas contas 85% desse valor, bastante acima dos 50% exigidos pelo Banco de Portugal, revelou hoje o presidente

"O Montepio tem uma exposição de 150 milhões de euros ao Grupo Espírito Santo (GES) e provisionou 85% desse montante", afirmou o líder do Montepio, António Tomás Correia, numa entrevista à estação televisiva TVI.

O gestor realçou que o provisionamento específico para a exposição ao GES foi feito muito acima dos 50% exigidos pelo Banco de Portugal.

"Posso garantir que a exposição que o Montepio tem ao GES está reportada e devidamente provisionada", assinalou.

Tomás Correia frisou que a constituição de provisões é feita para a eventualidade de virem a existir perdas e não é "cobertura de perdas".

E sublinhou: "Não aceito que venha a ter perdas com o GES. Todas as operações em causa estão a ser acompanhadas como em todos os casos em que há risco de incumprimento".

Estas declarações do presidente do Montepio foram prestadas dias depois de ter sido noticiado que está em curso uma auditoria forense no banco mutualista, a pedido do Banco de Portugal.

O presidente do Montepio garantiu hoje que os clientes e mutuários da instituição podem estar descansados, já que o grupo está “muito bem capitalizado”, tem muita liquidez e está bem provisionado.

"Os clientes e os mutuários podem estar descansados. O Montepio é um grupo muito bem capitalizado, muito líquido e com um balanço e ativos muito bem provisionados", afirmou o gestor.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.