Liga dos Campeões

Moisés dá Liga Europa e mantém sonho da "Champions"

Moisés dá Liga Europa e mantém sonho da "Champions"

 

Lusa/AO online   Futebol   3 de Nov de 2010, 20:16

O Sporting de Braga garantiu, pelo menos, o terceiro lugar do Grupo H da Liga dos Campeões em futebol, ao vencer por 1-0 no reduto do Partizan, em encontro da quarta jornada
O Sporting de Braga garantiu a manutenção nas provas europeias até Fevereiro, ao vencer fora o Partizan por 1-0, em encontro da quarta jornada do Grupo H da Liga dos Campeões em futebol.

Um golo do central brasileiro Moisés, aos 35 minutos, garantiu o terceiro lugar e manutenção do sonho de chegar aos “oitavos” da “Champions”, apesar da realidade dar favoritismo a Arsenal e Shakthar, que somam mais três pontos.

A formação lusa, que havia ganho por 2-0 em casa aos sérvios, sabia que até uma derrota pela diferença mínima não seria má, na perspectiva Liga Europa, mas quis mais e mereceu o triunfo, apesar do sofrimento na parte final.

O triunfo garantiu o terceiro posto e selou também a primeira vitória de uma equipa portuguesa em Belgrado (contra Partizan e Estrela Vermelha), à nona tentativa.

O Sporting de Braga entrou apenas com duas alterações em relação ao “onze” derrotado no reduto do Rio Ave (0-2 sábado, para a nona ronda da Liga Zon Sagres), as entradas de Rodriguez e Paulo César para os lugares de Leo Fortunato e Lima.

Personalizado, o conjunto “arsenalista” começou melhor e criou várias jogadas de perigo nos primeiros 15 minutos, concluídas com remates falhados de Luis Aguiar, Rodriguez e Alan, para apenas uma tímida tentativa de Pierre Boya.

O jogo ficou, depois, equilibrado, mas a equipa lusa voltou a crescer em “cima” da meia hora e, após ameaças de Luis Aguiar e Paulo César, o central Moisés marcou aos 35 minutos, de cabeça, após livre do médio uruguaio.

A formação sérvia nada fez até ao intervalo e também não assustou no início da segunda metade, muito por mérito do Sporting de Braga, que continuou a defender bem e quase fez o segundo em contra-ataque, por intermédio de Matheus.

Na última meia hora, o conjunto luso começou a ter mais dificuldades em sair para o ataque e o Partizan, com as substituições, cresceu e instalou-se no meio-campo contrário.

As ocasiões de golo não foram muitas, mas o Sporting de Braga apanhou alguns sustos, nomeadamente num remate do português Moreira, já na pequena área, e num cabeceamento falhado – remate com o ombro - de Radosav Petrovic.

Os vice-campeões nacionais conseguiram segurar a vantagem mínima e a festa só não foi completa porque o Shakhtar venceu em casa o Arsenal (2-1) e não se deixou alcançar, mantendo um avanço que pode ser determinante na luta pelos “oitavos”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.