Ministro do Interior diz que detenção do chefe militar é de "grande importância"

Ministro do Interior diz que detenção do chefe militar é de "grande importância"

 

lusa   Internacional   28 de Fev de 2010, 11:56

A detenção do presumível número um da ETA, ocorrida hoje de manhã em França, é de "grande importância", declarou o ministro espanhol do Interior, indicando que os outros dois detidos integravam uma unidade prestes a entrar em Espanha.

"É uma operação de grande importância e teve lugar em França", afirmou Alfredo Perez Rubalcaba durante uma conferência de imprensa, em Madrid.

O responsável disse que a ETA "está a viver os dois piores meses da sua história", com 32 detenções em Espanha, França e Portugal e a perda de explosivos e uma base logística no território português.

Ibon Gogeascoexea Arronategui, de 54 anos e alegado chefe militar da ETA, era "o mais alto responsável" da organização basca independentista atualmente.

Segundo o ministro do Interior, os outros dois homens que foram detidos em Cahan (uma pequena vila na Baixa Normandia), Beinat Aguinagalde Ugartemendia, de 26 anos, e Gregório Jimenez Morales, de 55, "faziam parte de uma unidade pronta para entrar em Espanha" para cometer atentados.

"Eles foram dizer adeus ao chefe militar, que lhes deu as instruções finais, como é habitual na ETA", disse Perez Rubalcaba, acrescentando que foram apreendidos um revólver e duas pistolas.

Beinat Aguinagalde Ugartemendia é suspeito de ter cometido dois assassinatos reivindicados pela organização armada, baleando mortalmente o socialista Isaías Carrasco e o empresário basco Uria Mendizabal, em 2008.

Gregório Jimenez Morales integrava um comando acusado de transportar mísseis para tentar matar, em 2001, o então chefe de Governo José Maria Aznar.

"Tinham perfis muito complementares", referiu o ministro.

A ETA, considera como uma organização terrorista pela União Europeia e pelos Estados Unidos, terá sido responsável pela morte de 828 pessoas em mais de 40 anos de ações destinadas a alcançar a independência do País Basco da restante Espanha.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.