Ministro da Economia apela à mobilização da sociedade para a revolução digital

Ministro da Economia apela à mobilização da sociedade para a revolução digital

 

Lusa/Açoriano Oriental   Economia   30 de Jan de 2017, 16:24

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, apelou hoje à mobilização das empresas e da sociedade para que o país "consiga vencer" a revolução da economia digital.

 

Manuel Caldeira Cabral fez votos para que Portugal tenha sucesso no que chamou a "quarta revolução industrial" e não volte a ser "um país de segunda linha e atrasado", como aconteceu face às anteriores revoluções do sistema produtivo no mundo.

"A quarta revolução industrial coloca-nos um enorme desafio, mas também uma enorme oportunidade", afirmou.

O ministro da Economia intervinha no Instituto Politécnico de Leiria, na apresentação de um conjunto de 60 medidas no âmbito do programa "Indústria 4.0 - Economia Digital", que abrange mais de 2.000 milhões de euros de investimento, envolvendo 50 mil empresas.

"A indústria portuguesa está preparada e é capaz de responder a esses desafios", que passam pela apresentação de "soluções concretas" nos próximos anos, designadamente nas áreas do turismo, agroindústria, retalho, maquinaria e indústria automóvel, sublinhou.

Na opinião do governante, os portugueses vão ter de "olhar para o desafio das competências digitais, desde o início da vida até ao fim".

Realçando a necessidade de "medidas concretas e bem delineadas" nesta área, Manuel Caldeira Cabral disse que o recurso aos fundos comunitários "é muito importante para criar incentivos" no âmbito do projeto hoje explicado pela COTEC Portugal, cujo presidente, Francisco Lacerda, também interveio na cerimónia, perante centenas de empresários e outros convidados.

O ministro da Economia salientou que os apoios europeus, ao abrigo do programa "Indústria 4.0 - Economia Digital", atingem os 400 milhões de euros.

A cerimónia de apresentação de um conjunto de 60 medidas no âmbito do programa "Indústria 4.0 - Economia Digital" incluiu a assinatura de um protocolo de cooperação entre o Governo e a COTEC Portugal, que vai coordenar a aplicação das medidas previstas no quadro da Estratégia Nacional para a Digitalização da Economia.

Esta iniciativa do Governo de António Costa, que encerrou os trabalhos, "visa acelerar a incorporação dos conceitos e das práticas da indústria 4.0 nas empresas e criar visibilidade internacional das empresas portuguesas no setor, promovendo o país enquanto localização privilegiada para o investimento em projetos de inovação".

Cabe à COTEC "colocar as empresas em rede" e interligá-las nacional e internacionalmente.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.