Justiça

Ministro condena "ataques" ao PGR e ao presidente do STJ


 

Lusa / AO online   Nacional   9 de Fev de 2010, 17:18

O ministro da Justiça, Alberto Martins, considerou esta terça-feira "descabidos", "inaceitáveis" e "um perigoso precedente" os "ataques" que considera estarem a ser feitos ao Procurador-Geral da República e ao presidente do Supremo Tribunal de Justiça, figuras "relevantes" do Estado de Direito.
Os alegados "ataques" dirigidos ao procurador-geral da República (PGR), Pinto Monteiro, e ao presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Noronha do Nascimento, relacionam-se com os despachos que proferiram relativamente a escutas do processo Face Oculta em que o primeiro-ministro foi interceptado em conversas com Armando Vara, um dos arguidos no caso.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.