Trabalho

Ministra da Saúde propõe reflexão sobre aumento da idade da reforma


 

Lusa/AO online   Nacional   15 de Out de 2010, 16:47

A ministra da Saúde, Ana Jorge, propôs esta sexta-feira uma reflexão sobre a necessidade de aumentar a idade da reforma devido ao crescimento da longevidade e da vida activa.
“Se nós aumentamos a longevidade por que não aumentar a idade da reforma, dado que somos mais activos Hoje os 70 anos é o limite de trabalho activo na área pública e o direito à reforma é mais cedo, está nos 62,5 anos. Mas eu diria que aos 60 anos temos ainda muita capacidade e vontade de trabalhar. Isto merece uma reflexão”, afirmou a governante durante a sua intervenção num seminário sobre envelhecimento, que decorre em Lisboa.

A governante enalteceu o contributo do Serviço Nacional de Saúde para o aumento da esperança média de vida com qualidade, considerando que agora é necessário criar condições para que a população mais velha continue activa

“Se vivemos mais anos por que não colaborar e ser activos para a sociedade também mais tempo”, questionou Ana Jorge.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.