Ministra apoia possibilidade de a Força Aérea ter capacidade de combate a fogos

Ministra apoia possibilidade de a Força Aérea ter capacidade de combate a fogos

 

LUSA/AO Online   Nacional   13 de Ago de 2016, 14:57

A ministra da Administração Interna apoiou hoje a possibilidade de a Força Aérea vir a ter capacidade para fazer o combate a incêndios.

Na sexta-feira, o ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, disse na RTP que "é inevitável que a Força Aérea venha a ter capacidade de combater fogos florestais", lembrando que, de momento, essa força não tem nem aviões nem helicópteros com capacidade para o fazer. Hoje, numa visita ao comando de operações da Proteção Civil em Castelo de Paiva, um dos municípios atingidos por fogos na última semana, Constança Urbano de Sousa afirmou também que "neste momento, as Forças Armadas não têm qualquer tipo de capacidade para combater fogos". "Os seus pilotos não sabem combater fogos porque pilotar um avião de combate a incêndios não é o mesmo que pilotar um C130 ou um F16, e eles precisam de ter formação", explicou. Para a governante, "todo esse trabalho [formação] deverá ser feito" e, com base no que declarou o ministro da Defesa, passará por "equipar alguns dos meios aéreos portugueses com equipamentos próprios para que possam atuar em caso de necessidade". Constança Urbano de Sousa realçou, contudo, que isso não irá substituir a estratégia das entidades envolvidas na Proteção Civil, já que a Força Aérea continuará concentrada em atividades de Defesa.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.