Kosovo

Militares portugueses no Kosovo já tiveram alta


 

Lusa/AO online   Nacional   25 de Nov de 2011, 10:36

Os dois militares portugueses feridos na madrugada de quinta-feira em confrontos no Kosovo já tiveram alta, encontram-se a convalescer na Unidade, disse hoje fonte do Comando da força da NATO no teatro de operações.
“Os militares já estão no aquartelamento de ‘Camp Slim Lines’ [quartel das tropas portuguesas], a recuperar de escoriações no tronco e cabeça e não apresentam cuidado de maior”, disse a mesma fonte militar acrescentando que precisam apenas de descansar.

Os tropas ficaram feridos durante uma operação militar de remoção de uma barreira numa estrada, pouco depois das 00:00 de quinta-feira, quando a população confrontou o grupo de soldados com paus e pedras e garrafas, disse na quinta-feira fonte do Comando da NATO.

Dos confrontos com a população ficaram feridos 22 militares da NATO, que integram a força internacional no Kosovo (KFOR), 12 portugueses e 10 soldados húngaros, que pretendiam “desbloquear a estrada que conduz ao posto fronteiriço de Jarinje”, a norte de Pristina, acrescentou.

A força portuguesa integra a “força de reserva da Aliança Atlântica no Kosovo”, de acordo com o comandante da força nacional destacada tenente-coronel Paulo Alexandre Marques.

O oficial precisou que a missão do Grupo é a “vigilância, escolta e protecção, patrulhamento, controlo de tumultos e operações de segurança, entre outras”, podendo as operações estender-se em “território do Kosovo e caso necessário na Bósnia-Herzegovina”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.