Telecom

Metas de Bruxelas para a fibra óptica dificilmente serão cumpridas


 

Lusa / AO online   Economia   6 de Ago de 2010, 11:33

O ritmo de implantação da fibra óptica deverá manter-se lento na maior parte dos países europeus, não sendo suficiente para atingir os 50 por cento definidos como meta pela Comissão Europeia para 2020, de acordo com a Fitch.
Com base nos investimentos em curso e na ausência de novos investimentos, a agência de notação financeira Fitch estima que, daqui a dez anos, apenas 11 por cento das casas nos principais países europeus tenha fibra óptica, ao passo que a meta da Comissão Europeia mantém-se nos 50 por cento em 2020.

"Apesar de a União Europeia estar cheia de boa vontade no que diz respeito à 'Europa Digital', a divergência entre os ambiciosos objectivos dos decisores políticos e a relutância dos operadores de telecomunicações em construírem novas estruturas sem a certeza de retorno de capital" torna difícil o cumprimento do objectivo, explica o director da Fitch para a área das telecomunicações, Richard Petit.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.