Grécia

Merkel quer ajudas do FMI e bilaterais a Atenas "só em última instância"


 

Lusa / AO online   Economia   25 de Mar de 2010, 10:34

A chanceler Ângela Merkel anunciou esta quinta-feira que defenderá no Conselho Europeu de quinta e sexta-feira, em Bruxelas, que, “em última instância”, a Grécia possa receber ajudas financeiras do FMI e ajudas bilaterais de outros países da zona Euro.
“Mas, repito, só em última instância, se a estabilidade da zona Euro estiver em risco e se o país deixar de ter acesso a empréstimos no mercado internacional”, acrescentou a chefe do governo alemão.

A dirigente democrata cristã anunciou no parlamento que defenderá no Conselho Europeu que, “em caso de emergência, e em última instância”, sejam concedidas “em combinação ajudas do FMI e ajudas bilaterais”

“Mas, repito, só em última instância”, sublinhou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.