OE2011

Medida compensatória para funcionários públicos é caça ao voto

Medida compensatória para funcionários públicos é caça ao voto

 

Lusa/AO online   Regional   3 de Dez de 2010, 09:53

O presidente do Governo Regional afirmou esta sexta-feira que a medida compensatória destinada a atenuar os cortes salariais dos funcionários públicos aprovada pelo executivo dos Açores “é caça ao voto”.
Alberto João Jardim pronunciava-se sobre a iniciativa do governo dos Açores que vem aligeirar o impacto dos cortes salariais previstos para os funcionários públicos que ganham entre 1500 e 2000 euros mensais, o que beneficiará cerca de três mil trabalhadores da administração pública daquele arquipélago.

Jardim diz que uma medida desta natureza não poderia ser aplicada na Madeira porque “o Estatuto Político Administrativo da região equivale os funcionários públicos da Madeira ao estatuto dos nacionais”.

Segundo Jardim, na Madeira “não se pode fazer isso, porque o que se faz a nível nacional aplica-se na região”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.