Medicamento para malária pode curar e proteger numa única dose


 

Lusa/Açoriano Oriental   Ciência   26 de Abr de 2017, 18:13

Um novo medicamento contra a malária foi anunciado como eficaz contra estirpes resistentes e em todo o ciclo do parasita, com potencial para curar e proteger numa única dose, diz a revista "Science Translational Medicine".

 Num artigo hoje publicado explica-se que o MMV390048 (ou MMV048) é o resultado de investigação conduzida pelo “Drug Discovery and Development Center” (H3D) da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, e da fundação Medicines for Malaria Venture (MMV, Suíça), em colaboração com uma equipa de investigadores internacionais.

“A capacidade do MMV048 bloquear todas as fases do ciclo de vida do parasita da malária, oferecer proteção contra a infeção, bem como potencialmente bloquear a transmissão do parasita de pessoa para pessoa, sugere que o composto pode contribuir para a erradicação da malária”, disse Kelly Chiabale, que liderou a investigação.

Em 2014, o MMV048 tornou-se o primeiro medicamento contra a malária a entrar na fase I de estudos em humanos em África. Atualmente está a ser preparada a fase II em humanos.

“Este composto tem um enorme potencial”, disse David Reddy, diretor da MMV, salientando o facto de poder ser administrado em dose única, o que pode revolucionar o tratamento da doença.

Apesar dos avanços na luta contra a malária, da pulverização e do uso de redes mosquiteiras, quase 430.000 pessoas morreram de malária em 2015, especialmente em África, segundo a Organização Mundial de Saúde.

A malária, ou paludismo, é uma doença infeciosa transmitida por mosquitos e que afeta principalmente países da África subsaariana, América do Sul e Ásia.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.