Mário Machado condenado a sete anos e dois meses de prisão efectiva


 

Lusa / AO online   Nacional   17 de Ago de 2010, 18:08

Mário Machado, dirigente da Frente Nacional, movimento conotado com a extrema-direita, foi esta terça-feira condenado a sete anos e dois meses de prisão efectiva por crimes de coação, roubo, sequestro e posse ilegal de arma.
O Tribunal de Loures absolveu porém Mário Machado e os restantes sete homens que foram julgados com ele, da acusação de associação criminosa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.