Marinha e empresa açoriana de transporte marítimo reforçam cooperação

Marinha e empresa açoriana de transporte marítimo reforçam cooperação

 

Lusa/AO Online   Regional   29 de Abr de 2015, 13:38

A Marinha e a empresa de transporte marítimo de passageiros Atlânticoline assinaram hoje um protocolo que visa reforçar a cooperação e a segurança nos mares dos Açores, permitindo "maior eficácia na ação", disse o comandante da Zona Marítima dos Açores.

“O protocolo destina-se a reforçar a cooperação entre o Centro de Busca e Salvamento [Marítimo de Ponta Delgada] e os navios da Atlanticoline que navegam interilhas”, declarou Coelho Cândido, aos jornalistas.

Na leitura do comandante da Zona Marítima dos Açores (ZMA), a vantagem do plano de cooperação protocolizado hoje, no porto de Ponta Delgada, a bordo de uma corveta da Marinha, é que “permite maior eficácia na ação”, uma vez que ficam definidos à partida contactos, procedimentos e obrigações de ambas as partes, visando promover a segurança na navegação.

Coelho Cândido declarou que o conhecimento das rotas utilizadas pelos navios, seus horários, quantidade de passageiros transportados, entre outros fatores, “tornam mais eficaz” a utilização dos meios de salvamento e operações de coordenação.

O comandante da ZMA referiu que esta é uma nova versão de um plano já existente entre ambas as partes desde 2004, mas não com o formalismo que hoje assumiu, traçando linhas de ação para o Centro de Busca e Salvamento Marítimo (MRCC) de Ponta Delgada na cooperação com a Atlanticoline, uma empresa de capitais públicos açorianos.

João Ponte, presidente da Atlanticoline, considerou o plano agora formalizado um “instrumento extremamente importante para regular a cooperação” entre ambas as partes, que pretende promover a segurança.

“Este plano que foi hoje assinado é só uma das peças do vasto trabalho que é feito na perspetiva de garantir a segurança dos navios, não só do ponto de vista dos passageiros, mas também de todos os equipamentos e instrumentos de toda a operação”, declarou.

João Ponte considerou que o plano está vocacionado para situações de emergência, daí a sua relevância, acrescentando que a Atlânticoline disponibiliza os seus meios perante as necessidades que surjam.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.