Corrupção

Maria José Morgado defende tribunal central para alta criminalidade


 

Lusa / AO online   Nacional   10 de Mar de 2010, 10:52

A directora do Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa, Maria José Morgado, defendeu hoje a criação de um tribunal central para julgar a criminalidade altamente organizada e a eliminação da fase de instrução do processo.
Maria José Morgado falava na comissão parlamentar de acompanhamento do fenómeno da corrupção, durante a qual apresentou as principais dificuldades da investigação criminal e algumas propostas de melhoria.

A procuradora geral adjunta defendeu a existência de um tribunal central especializado em julgar a criminalidade altamente organizada, entre a qual a financeira.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.