Marcha Mundial de Mulheres arranca hoje com campanha sobre impacto da crise

Marcha Mundial de Mulheres arranca hoje com campanha sobre impacto da crise

 

Lusa/AO Online   Nacional   4 de Out de 2012, 08:35

A Marcha Mundial de Mulheres arranca hoje com uma campanha europeia feminista anti-austeridade com o objetivo de alertar para o impacto da crise nas mulheres.

A campanha decorre simultaneamente em várias cidades europeias e para a Marcha Mundial de Mulheres é justificada com o nível “gritante” de desemprego feminino e a precariedade laboral entre as mulheres.

Em Lisboa, acontece por volta das 17:00, no Largo de São Domingos.

À agência Lusa, um dos membros da coordenação da Marcha Mundial das Mulheres e membro da UMAR (União de Mulheres Alternativa e Resposta) explicou que esta campanha contra a austeridade vai incluir várias iniciativas a decorrer até ao dia 08 de março de 2013.

De acordo com Almerinda Bento, além da iniciativa de hoje, haverá outra ação no dia 17 de outubro sobre a banca e pela erradicação da pobreza e outra no dia 10 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos, sobre o impacto da crise na saúde em todo o mundo.

A campanha finaliza a 08 de março de 2013 e “durante os meses e as semanas em que decorre a ideia é conseguir sair das grandes cidades e mobilizar organizações e instituições que estejam próximas das mulheres”.

A responsável disse ainda que a campanha feminista de quarta-feira decorre simultaneamente nas regiões espanholas da Catalunha, Galiza e País Basco, em França, Itália, Grécia e Turquia.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.