Marcelo envia condolências a Putin e condena "ato de violência inaceitável"

Marcelo envia condolências a Putin e condena "ato de violência inaceitável"

 

Lusa/AO Online   Internacional   19 de Dez de 2016, 18:28

Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou hoje uma mensagem de condolências ao Presidente da Rússia, Vladimir Putin, na sequência do atentado que matou o embaixador russo na Turquia, e condenou esse "ato de violência inaceitável".

 

"Ao tomar conhecimento do trágico atentado hoje contra o embaixador da Federação da Rússia em Ancara, quero expressar a vossa excelência, em meu nome e em nome dos portugueses, as mais sentidas condolências", escreveu Marcelo Rebelo de Sousa, na mensagem enviada a Vladimir Putin.

Na mesma mensagem, divulgada na página da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado português afirmou: "Quero igualmente condenar, de forma veemente, este ato de violência inaceitável contra um representante diplomático, que por função é um agente do diálogo".

"Peço que aceite, senhor Presidente, em meu nome e em nome do povo português, toda a solidariedade para com o povo russo e, de modo particular, para com a família da vítima a quem dirigimos, através de vossa excelência, os sentimentos do nosso sentido pesar", acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa.

O embaixador da Rússia na capital da Turquia, Andrei Karlov, estava a discursar, no âmbito de uma exposição de fotografia, quando um homem abriu fogo contra ele, e não resistiu aos ferimentos de bala, informou a diplomacia russa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.