Marcelo diz que reencontro com seleção serve para mostrar confiança em Portugal

Marcelo diz que reencontro com seleção serve para mostrar confiança em Portugal

 

Lusa/AO Online   Futebol   31 de Ago de 2016, 18:33

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje que o reencontro com a seleção portuguesa de futebol que se sagrou campeã europeia é mais uma oportunidade para mostrar a confiança em Portugal.

"No Porto como em Lisboa, como em qualquer recanto da comunidade portuguesa, todos vibrámos porque Portugal é de todos e é sempre o mesmo. Reencontrarmo-nos aqui hoje é muito bom. É mais uma oportunidade para dizermos que acreditamos em Portugal", disse Marcelo Rebelo de Sousa.

O Chefe de Estado falava na Câmara do Porto, onde foram entregues as insígnias da Ordem de Mérito pela conquista do Euro2016 antes de os jogadores se terem deslocado à varanda do edifício municipal para mostrar a taça perante milhares de adeptos portugueses em euforia.

Marcelo Rebelo de Sousa recordou que a entrega destas distinções ocorre "antes do início da caminhada para o Mundial2018 e vincou que, depois de recebida em Lisboa, uma segunda cerimónia de receção à equipa que saiu vitoriosa no Euro2016 "só poderia decorrer na cidade Invicta".

"Invicta porque invencível e vitoriosa vai para dois séculos", apontou o Presidente da República que, além dos atletas também homenageou, a equipa técnica liderada por Fernando Santos, tendo referido que "posteriormente" também será realizada uma cerimónia dedicada a dirigentes.

A comitiva lusa chegou ao edifício dos Paços do Concelho no Porto antes das 18:30, hora prevista para o início da cerimónia, com o ‘capitão’ Nani a "carregar" a taça conquistada a 10 de julho na final frente à França.

A seleção surge no Porto sem o ‘capitão’ Cristiano Ronaldo, que está lesionado e falhou a convocatória para o particular de quinta-feira com Gibraltar, além dos também ausentes Renato Sanches, Vieirinha e Anthony Lopes.

Na ocasião, além dos campeões europeus, também marcaram presença João Cancelo e André Silva, chamados por Fernando Santos que também fez regressar Luís Neto e Bernardo Silva.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.