Manuel Alegre diz que é "contra os regimes de excepção"


 

Lusa/AO online   Nacional   3 de Dez de 2010, 17:10

Manuel Alegre diz que é “contra os regimes de excepção”, referindo-se às notícias sobre a compensação que o Governo Regional dos Açores pretende atribuir aos funcionários públicos, para compensar cortes salariais previstos pelo Governo.
“Eu, de uma maneira geral sou contra os regimes de excepções, mas eu não sei bem do que é que se está a falar”, alegou Manuel Alegre, desculpando-se com o facto de não conhecer o caso em pormenor.

No seu entender, esta é, no entanto, uma matéria que “compete ao Governo dos Açores”, por ter “autonomia” para decidir sobre questões que dizem respeito à Região.

Recorde-se que o regime de excepção anunciado pelo presidente do Governo dos Açores, Carlos César, a 1 de Novembro, vai abranger cerca de 3.700 funcionários públicos nas ilhas, que não serão afectados pela redução de salários imposta pela República.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.