Mais de uma tonelada de lixo marinho recolhido no Faial

Mais de uma tonelada de lixo marinho recolhido no Faial

 

Lusa/AO Online   Regional   11 de Jun de 2017, 17:33

Mais de 60 voluntários recolheram hoje mais de uma tonelada de resíduos no Faial, no âmbito de uma operação de limpeza de lixo marinho que decorre em várias costas do Atlântico, iniciativa de um movimento daquela ilha dos Açores.

"Realizámos esta manhã, em 10 locais da ilha do Faial, limpezas voluntárias envolvendo mais de 60 pessoas que recolheram para cima de uma tonelada de resíduos, em especial plásticos, alguns metais e resíduos perigosos, como baterias e restos de automóveis e algum cordame (conjunto de cordas) marítimo, que é arrastado. Mas, também muito lixo nitidamente produzido na ilha", explicou Tiago Redondo, membro da organização “No More Plastics for the Azores”, em declarações à agência Lusa.

Com sede no Faial, a organização “No More Plastics For The Azores” tem realizado diversas atividades de limpeza de praias e ribeiras no arquipélago, bem como ações de sensibilização junto da população local, incluindo projetos com escolas, a PSP e outras organizações locais.

"Decidimos lançar hoje esta megaoperação de limpeza de lixo marinho das costas do Atlântico junto de um conjunto muito vasto de organizações vocacionadas para a defesa do ambiente no dia em que o mergulhador e biólogo marinho Jacques-Yves Cousteau celebraria mais um aniversário", sublinhou Tiago Redondo.

Costeau faria hoje 107 anos e, segundo Tiago Redondo, a escolha da data para realizar esta "megaoperação de limpeza do lixo marinho" pretende também evidenciar o contributo daquele biólogo para o conhecimento dos oceanos.

"Muitas outras organizações estão a realizar ou vão realizar nas próximas horas, nas duas margens do Atlântico, quer no lado do continente americano, quer do europeu, operações de limpeza", acrescentou, alertando para as consequências ambientais, sobretudo para o meio marinho, da deposição de plásticos nos mares.

Segundo o membro da organização “No More Plastics for the Azores”, no Faial os voluntários encontraram "muito lixo em algumas zonas turísticas", alertando que "ainda existem muitas pessoas que devem alterar" os seus hábitos e comportamentos.

"Deixar a lata de refrigerante, ou o pacote de batatas fritas ou de bolachas na areia da praia não é um gesto inocente. É um gesto que tem consequências das mais graves", sustentou.

Nos Açores, a ação de limpeza de lixo marinho decorreu em várias ilhas em articulação com a Direção Regional dos Assuntos do Mar e o seu projeto Entre-Mares, que decorreu até 08 de junho, uma iniciativa anual que visa envolver a comunidade no conhecimento do mar e em atividades marítimas e valorizar o ambiente marinho do arquipélago


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.