Sérgio Ávila diz que houve mais de 660 mil atendimentos em 2016 nas lojas RIAC nos Açores

Sérgio Ávila diz que houve mais de 660 mil atendimentos em 2016 nas lojas RIAC nos Açores

 

LUSA/AO Online   Regional   18 de Fev de 2017, 14:01

As lojas RIAC (Rede Integrada de Apoio ao Cidadão), nos Açores, realizaram o ano passado 667.572 mil atendimentos, mais 87 mil do que em 2015, disse hoje à agência Lusa o vice-presidente do Governo Regional, Sérgio Ávila.

“Estas lojas realizaram 667.572 mil atendimentos, o que quer dizer que, em média, cada açoriano recorreu à RIAC 2,7 vezes num ano. É uma demonstração clara do sucesso da RIAC”, afirmou Sérgio Ávila, adiantando que as lojas disponibilizam 515 serviços de 67 entidades diferentes. A primeira loja RIAC abriu nos Açores em 2004 e hoje a rede tem 57 espaços em todas as ilhas e, ainda, em Lisboa, contando com 110 funcionários. Sérgio Ávila explicou que o projeto das lojas RIAC pretende “criar uma aproximação da administração pública [local, regional e nacional] aos cidadãos”, pelo que as lojas estão instaladas em “locais de fácil acesso”, juntando “um conjunto vasto de serviços que estavam dispersos” em vários departamentos e entidades. Entre os assuntos que podem ser tratados numa loja RIAC está a emissão do cartão de cidadão, cuja fase piloto começou há dez anos, a 14 de fevereiro de 2007, na Horta, ilha do Faial. De acordo com dados fornecidos pela vice-presidência, na última década foram emitidos nas lojas RIAC 383.868 cartões de cidadão, sendo que só no ano de 2016 foram emitidos nestes espaços 42.427 cartões. “Em fevereiro de 2008, exatamente um ano depois do seu início, um em cada dez açorianos já era detentor do cartão do cidadão, ou seja, já haviam sido emitidos 23.652 cartões”, revelam os dados fornecidos à Lusa, notando que os números excederam as expectativas iniciais. O vice-presidente do Governo dos Açores acrescentou que as lojas RIAC conseguem gerar um conjunto de receitas próprias, sem quantificar, que “lhes permitem financiar uma parte significativa do seu orçamento” anual. Ainda assim, Sérgio Ávila esclareceu que anualmente o Orçamento Regional afeta cerca de dois milhões de euros para o funcionamento das lojas RIAC, um projeto que já atingiu “a estabilização” com os atuais 57 espaços.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.