Mais de 5.100 idosos perderam o CSI num mês


 

Lusa/AO online   Economia   30 de Jun de 2014, 13:28

Mais de 5.100 beneficiários perderam o direito ao Complemento Solidário para Idosos (CSI) entre abril e maio, situando-se nos 188.749, segundo os últimos dados do Instituto da Segurança Social (ISS)

Os dados da Segurança Social indicam que o número de beneficiário desta prestação social caiu de 193.889 em abril, para 188.749 em maio, representando uma diminuição de 2,7 por cento.

Comparando com o mês de homólogo do ano passado, em que havia 226.898 beneficiários, a quebra foi mais acentuada, com 38.149 a idosos perderam o direito a esta prestação social (20,2%).

Segundo os dados da Segurança Social, atualizados a 03 de junho, a grande maioria dos beneficiários são mulheres (129.837).

O Porto é o distrito que concentra o maior número de beneficiários (29.414), seguido de Lisboa (26.700) e de Braga (14.708).

O Complemento Solidário para Idosos é um apoio em dinheiro pago mensalmente a pessoas com mais de 66 anos, com baixos recursos financeiros.

O valor do Complemento Solidário para Idosos é de 4.909 euros por ano, ou seja 409,08 euros por mês.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.