China

Mais de 30 mortos e 40 desaparecidos à passagem do tufão Fenapi


 

Lusa/AO online   Internacional   23 de Set de 2010, 12:24

Pelo menos 33 pessoas morreram e 42 estão dadas como desaparecidas na província de Cantão (sul da China), devido às fortes chuvas e ventos provocados pelo tufão Fenapi, de acordo com o último balanço oficial.
No total, um milhão de pessoas foram afectadas, 18 400 desalojadas, 1400 casas destruídas e 30 mil hectares de terras de cultivo ficaram inundadas, de acordo com os Serviços de Controlo de Inundações de Cantão, citados pela agência oficial Nova China.

De acordo com a mesma fonte, o tufão Fenapi, o 11.º a atingir a China desde o início do ano, causou também prejuízos de 2000 milhões de yuans (cerca de 222 milhões de euros).

Em algumas zonas da província de Cantão a chuva atingiu os 640 milímetros na noite de terça para quarta-feira.

A China sofreu este ano as piores cheias registadas desde 1998 na época das monções, que provocaram mais de 3000 mortos e 1000 desaparecidos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.