Mais de 3.300 militares da GNR nas estradas, de sexta-feira a domingo

Mais de 3.300 militares da GNR nas estradas, de sexta-feira a domingo

 

Lusa/AO Online   Nacional   31 de Jul de 2014, 15:45

Mais de 3.300 militares da GNR vão estar no fim de semana a patrulhar as estradas portuguesas, numa operação destinada a garantir a segurança dos automobilistas numa altura de previsível intensidade do trânsito.

 

Trata-se, explica a GNR em comunicado, da segunda fase da operação “Hermes – Viajar em Segurança”, depois de, na primeira fase, a meio do mês, ter empenhado 5.700 militares, também para garantir a segurança dos portugueses que se deslocam em férias.

De sexta-feira a domingo, a GNR terá 3.320 militares na estradas, da Unidade Nacional de Trânsito e dos comandos territoriais.

Além da atuação preventiva e de apoio a GNR garante que irá estar atenta a “comportamentos de risco”, como as manobras perigosas, falta de carta, não utilização do cinto de segurança, uso de telemóvel e excesso de velocidade ou de álcool.

Nos primeiros quatro dias da operação “Hermes” morreram quatro pessoas e sete ficaram feridas com gravidade. Comparando com igual período do ano passado, a GNR diz que ocorreram mais 35 acidentes (755 ao todo), com igual número de mortos.

Este ano o número de feridos graves foi menor (menos 13), mas aumentou o número de feridos ligeiros (mais 19), tendo sido contabilizados 285.

Dos 18.736 condutores fiscalizados na primeira fase, a GNR deteve 183 pessoas, a maioria com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2.

As restantes fases da operação “Hermes – Viajar em Segurança” vão decorrer entre 15 e 17 de agosto e 29 de agosto e 01 de setembro.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.