Mais de 200 mil pessoas com mais de 65 anos vacinaram-se contra a gripe na primeira semana

Mais de 200 mil pessoas com mais de 65 anos vacinaram-se contra a gripe na primeira semana

 

Lusa/AO Online   Nacional   11 de Out de 2012, 07:06

Mais de 200 mil pessoas, com idade superior a 65 anos, vacinaram-se contra a gripe na primeira semana de vacinação antigripal, que este ano passou a ser gratuita para esta faixa etária, segundo dados do vacinómetro.

Desde o início da vacinação (01 de outubro), foram vacinados 10,1% dos indivíduos pertencentes aos grupos prioritários: 65 ou mais anos, portadores de doenças crónicas, profissões de risco e 60 a 64 anos, indicam os dados do Vacinómetro, criado pela Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e a Associação Portuguesa de Médicos de Clínica Geral (APMCG) para monitorizar em tempo real a taxa de cobertura da vacinação.

A análise por grupo revela que já se vacinou 12% da população com idade igual ou superior a 65 anos (222 mil portugueses), 11% dos que têm idades compreendidas entre os 60 e os 64 anos, 10,7% dos doentes crónicos e 6,7% dos profissionais de saúde e de profissões de risco.

Desde a época passada, a vacinação passou a ser recomendada para as pessoas com idades entre os 60 e os 64 anos, e para os mais velhos passou, este ano, a ser gratuita nos centros de saúde.

O pneumologista Filipe Froes alerta que “a gripe é a principal doença do adulto prevenível pela vacinação” e que, em Portugal, “esta infeção é responsável por milhares de internamentos hospitalares e centenas de óbitos”, sendo a vacina da gripe “o método mais eficaz” de prevenir a doença e as suas complicações.

Quanto ao projeto do vacinómetro, o especialista considera que tem sido uma “importante ferramenta” para avaliar e monitorizar em tempo real a cobertura da vacina nos diferentes grupos e, desse modo, otimizar estratégias de atuação e de sensibilização da população.

Na edição deste ano do Vacinómetro houve um “aumento da amostra analisada e consequente diminuição da margem de erro”, com o objetivo de melhorar a fiabilidade dos resultados.

Assim, "serão inquiridos 1.200 indivíduos em cada uma das quatro fases desta iniciativa”, referem a SPP e a APMCG, cuja iniciativa conjunta se vai estender ao longo de seis meses.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.